Petianos desenvolvem aplicativo para estudo do POSCOMP

Screenshot_2014-07-14-08-40-58

O acadêmico Willians Magalhães e Esteice Janaina Santos Batista, integrante do PET Fronteira, juntamente com a bolsista permanência Joyce dos Santos Batista desenvolveram na Fábrica de Software da UFMS/CPPP, um aplicativo com questões da prova para o POSCOMP da SBC (Sociedade Brasileira da Computação).

Anualmente tem-se o Exame Nacional para Ingresso na Pós-Graduação em Computação (POSCOMP) da Sociedade Brasileira da Computação (SBC), aplicado em todas as regiões do País, e tem como objetivo testar conhecimentos na área de Computação e tem como objetivo específico avaliar os conhecimentos de candidatos a Programas de Pós-Graduação em Computação oferecidos no Brasil. A grande maioria dos Programas de Pós-Graduação em Computação no País utiliza, de alguma forma, o resultado do POSCOMP em seu processo seletivo em vários Programas, sem a necessidade de deslocamento para a sede de cada um dos Programas postulados pelo candidato, cumprindo assim um forte papel de inclusão social.

No aplicativo, o usuário poderá responder questões de banco de dados, engenharia de software, estrutura de dados, formais e autômatos e compiladores, matemática, redes e teoria da computação, sendo que cada uma possui a resolução, permitindo o aprendizado individual. As questões são retiradas das provas de anos anteriores do POSCOMP.

Screenshot_2014-09-14-10-51-31 Screenshot_2014-07-14-08-40-58 Screenshot_2014-09-14-10-51-58 Screenshot_2014-09-14-10-52-41 Screenshot_2014-09-14-10-53-00 Screenshot_2014-09-14-14-57-27 Screenshot_2014-09-14-14-57-49 Screenshot_2014-09-14-15-17-00

O aplicativo já se contra para download na loja virtual Google Play (https://play.google.com/store/apps/details?id=com.ufms_cppp.poscomp), podendo ser baixado gratuitamente por qualquer pessoa que possua um dispositivo com sistema operacional Android.

O aplicativo possui também um simulado da prova, em que o usuário possui um tempo variável de acordo com o número de questões para responder todo o simulado, nessa opção o usuário não tem a solução do problema, uma vez que, o objetivo é simular a aplicação da prova no dia de sua realização.

Além do Brasil, a prova é aplicada no Peru e na Colômbia, atraindo assim, usuários destes países. A partir do perfil e página do aplicativo na rede social Facebook, e também do seu email, o usuário pode enviar feedback do aplicativo a partir destas ferramentas.