Petiano Desenvolve Protótipo para Auxílio no Tratamento de Diabetes mellitus tipo 2

Em parceria com a discente Eduarda Mirela da Silva Montiel, do Curso de Medicina da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), o petiano Alessandro Murta Baldi, do Curso de Ciência da Computação da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul – Câmpus de Ponta Porã, desenvolveu um protótipo com componentes de código aberto para auxílio no tratamento de diabetes mellitus tipo 2.

O protótipo auxilia pessoas com a doença através da interação com um “bichinho virtual” chamado Togushi. Através da interação, o “bichinho virtual” oferece dicas e alertas sobre hábitos saudáveis. Além disso, faz perguntas ao usuário para acompanhá-lo durante o tratamento e fornecer ao médico informações precisas a respeito do paciente. O desenvolvimento foi acompanhado pela docente de Medicina da Universidade Estadual de Ponta Grossa, Ana Cláudia Garabeli Cavalli Kluthcovsky e pelo tutor do PET Fronteira, Amaury Antônio de Castro Junior.

O protótipo foi apresentado com apoio dos recursos financeiros do Programa de Educação Tutorial no Congresso Brasileiro de Informática na Educação em 2015.

Também foi publicado no Journal Diabetology & Metabolic Syndrome e apresentado em 2015 nos eventos de Medicina: Congresso Brasileiro de Atualização em Endocrinologia e Metabologia e World Diabetes Congress.

O trabalho obteve bastante destaque pela qualidade acadêmica de atuação na pesquisa (UFMS/CPPP – Ciência da Computação e UEPG – Medicina), pelo alcance internacional no maior evento médico da área (World Diabetes Congress) e pelo interesse da mídia com a entrevista da integrante Eduarda Mirela à rádio Mburucuya, na fronteira (Pedro Juan Caballero / Ponta Porã).

 

12188113_883652341712639_8109658071234084093_o

20150628_173023

 

20150628_175914